Sunday, April 19, 2015

SONHO AMERICANO DE JORGE RAPOSO - HISTORIETAS DE SEGUNDA-FEIRA 417




Em seu sonho Jorge experimentava  uma série de pensamentos e diálogos solitários. Ele parlamentava consigo mesmo concluindo ser voluntarioso. Quando queria fazer alguma coisa ele a fazia, mesmo que fosse aos trancos e barrancos. Isso talvez seja um exagero, pois ele era tímido e não se aventurava muito a fazer algo desconhecido. Mas, queria muito progredir na carreira. Logo depois de ter iniciado sua formação atabalhoada, apareceu, no laboratório, um visitante americano, representando a Fundação Chrysler. O cientista oferecia uma única bolsa de estudo na América para jovem profissional de ciência. Jaciara, sua bela colega, e por quem era ocultamente apaixonado, parecia ser a preferida. O Prof. Rosado também a indicaria, mas contrariado, pois iria perder a valiosa e charmosa auxiliar. Jorge ficou inquieto, pois viu a possibilidade de ele próprio ser candidato. Imaginava qual seria a razão de ele também não poder concorrer. Conseguiu por fim ser examinado e daí a algumas semanas ambos foram chamados, tinham ganhado bolsas para fazer o mestrado. Ela iria para a Universidade do Tennessee e ele para a Universidade da Califórnia, em Los Angeles, a UCLA.  Estudariam Bioquímica de Plantas. Ele se perguntava:
“Que diabos eu vou fazer lá? Nem a língua eu sei direito!” Antes de ele se achar preparado chegou a passagem para viajar em duas semanas.   

Leia mais!

Monday, April 13, 2015

ESTRELA SOLITÁRIA- HISTORIETAS DE SEGUNDA-FEIRA 416





Ele a via de pé, vestida de preto, diante do belo cartaz colorido, por entre as colunas do templo de Vesta, esperando as visitas curiosas. Dominava a cena seu largo sorriso emoldurado por uma coroa de louros. Em torno de sua figura estendia-se uma aura brilhante. Ambos, sorriso e aura, foram difíceis de evitar e fizeram acender fogueiras onde antes só havia chuva e frio. Subitamente, na madrugada, ele acordou com um peteleco do companheiro de viagem, a troco de nada...

Leia mais!

CONSULTA AO GERONTOLOGISTA - HISTORIETAS DE SEGUNDA-FEIRA 415



O senhor, sério, circunspecto, cabelos brancos, barba bem aparada, de idade indefinida, foi consultar o médico indicado por amigos da cidade. Chegando ao consultório do Dr. J. Gatto ele foi recebido pela bela atendente, com talvez menos de 30 anos que ele e que o fez pagar 700 reais e esperar uma boa meia hora. Passado esse tempo, Silvia, era esse seu nome pede para ele entrar, chegara sua vez. O Dr. Gatto, um senhor já de certa idade pede para ele sentar e começa a anamnese do paciente velho ou idoso. Era isso exatamente que Claudino queria saber do doutor da Capital: se ele era um velho ou se era um idoso. Após muitas perguntas e outras tantas respostas o médico olha fixamente para Claudino e tenta dizer-lhe o que descobriu.
- Veja Senhor Claudino o senhor é um homem entrado nos anos, mas sadio, pelo que eu pude observar. O senhor não tem nada que não tenha um remédio para curar. Eu vou lhe passar algumas informações e sugestões que o senhor deve seguir o mais que possível à risca. Vou falar para o senhor e depois passo um papelzinho escrito com as quatro regras básicas sobre o comportamento do homem velho e do homem idoso; o senhor deve colocar esse papelzinho na carteirinha e lembrar-se de ler de vez em quando. Primeiramente, vou passar a receita para um homem velho e em seguida para um homem idoso; são entidades diferentes o senhor sabe, não é? Vamos lá então?

RECEITA PARA VELHOS
1. Perder a companheira antes de completar 25 anos de casado,
2. Ter episódios de transtorno bipolar muito próximos,
3. Não ter amigas cuja idade seja bem menor do que a sua (ex 80 vs 25),
4. Não ter amigas empregadas como atendentes em lojinhas, cafés ou bares,
5. Caminhar todos os dias na Av Beira Mar.
RECEITA PARA IDOSOS
1. Não perder a companheira antes de completar 25 anos de casado,
2. Ter amigas cuja idade seja bem menor do que a sua (ex 80 vs 25),
3. Não ter amigas literatas, acadêmicas, cientistas, freiras,
4. Ter amigas que falem outras línguas, como inglês, alemão, mandarim, além do português,
5. Fazer Pilates três vezes por semana.
                                               *****
Após ler e reler o papelucho Senhor Claudino perguntou ao Dr. Gatto:
- Doutor Gatto e como o senhor me classificaria, Velho ou Idoso?
- Ah Senhor Claudino o senhor é um idoso caminhando para ser um velho ou um velho que nunca chegará a ser um idoso.


Leia mais!

Sunday, April 05, 2015

UM SONHO AMERICANO - HISTORIETAS DE SEGUNDA-FEIRA 414



Jorge estava sentado em sua cadeira de rodas na varanda. Leluli o tinha levado e o deixado tomando o seu sol de sábado. Ele pegou o livro que estava lendo agora. Eram contos russos de uma coletânea que havia tomado emprestado; raras vezes ele tomava livro emprestado, gostava de tê-los. Poucas vezes tinha entrado em contacto com os grandes escritores russos do século XIX. Antes tarde do que nunca. Este tempo, parecia a ele, nunca se aproximava rapidamente e ele tinha consciência de que deveria aproveitar o máximo e de tudo. Entrou naquela sonolência e cochilou; e em seu cochilo de velho, quase um sono, ele sonhou com acontecimentos de muitos anos atrás. Como ter conhecido, por exemplo, a  verdadeira Rita Casino, mais conhecida como Rita Hayworth.

Leia mais!

Sunday, March 29, 2015

CASAMENTO REAL - HISTORIETAS DE SEGUNDA-FEIRA 413



Era uma vez um jovem retirante maltrapilho que cruzou com uma princesa na estrada. Ela mal olhou para ele, mas o fez já com os olhos em brasa; ele logo se sentiu apaixonado.
A jovem correspondia a essa paixão abrasadora e se deteve para falar com o pobre rapaz. A partir de então os dois se gostaram muito e casaram. Foi uma grande festa no Palácio do Rei, pai da Princesa.
Nove meses depois desses encontros e acontecimentos nasceram os Príncipes Oto e Rodolfo. E os quatro foram felizes para sempre.

Leia mais!